terça-feira, 11 de março de 2008

Queria Ser o que Tu me faz Ser


Li quando alguém especial ao meu peito expressou-se:


"Queria, enfim, te amar da melhor forma, me portar da melhor forma, confiar da melhor forma, esperar da melhor forma, me expressar da melhor forma... Eu queria amar da melhor forma. Hoje, porém, só consigo te oferecer a minha forma, Senhor, de fazer tudo isso. Não a do poeta, ou do ator, músico ou compositor. Não a do ativo ou do criativo. Só eu. Assim. Nas minhas incongruências e assimetrias. Tu és o maestro. Tu és o autor. Tu és o artista. E eu te amo. Não sei mais o que -- nem como -- dizer".


Pensei imediatamente que quando o autor da vida sutilmente delineou seus traços, já pensou à expressão de tua obra prima esse reconhecimento. Toda arte e todo artista, paralelos de seu amor, reproduções tuas, sensíveis como o foi, mas sempre tendo-o por espelho e não como dádiva finita...


Ser e esperar que Deus seja nele...


O artista que se reconhece em Deus e deixa-se reconhecer por Ele, recebe dons que não se limitam às interpretações dos olhares físicos. Interpreta o vento, ouve o som da vida, mesmo onde ela nem chegou em plenitude, interpreta o sorriso, desenha no branco dos espaços da solidão, baila sem ouvir som nítido, pois o pensar e estar em Deus é a canção mais rítmica .

Todo artista é ser de, por e para o Belo, mas nem todo ser é artista... Essa é a dádiva aos corações mais trabalhosos, àqueles que possuem todos os elementos em si e podem se tornar o que quiserem para o bem e para o mal. Essa liberdade envolta, encupulada no Amor que faz o artista buscar-se na reproduçaõ de sua identidade mais real: Amor...

Sensível não por demérito, mas para ver com um segundo olhar a todas as coisas. o artista não vê chão, vê as nervuras do concreto e as lágrimas do solo. Não vê mesa ou degrau, vê palco. Não vê lixo, vê idéias pouco organizadas de um trabalho, não vê pessoas que passam, mas vê público a ser tocado.. O artista vê Deus concretamente em tudo...

O artista que ama e se deixa amar, encontra elementos que transcendem sua vã humanidade. A santidade exige aspectos artísticos...

Ser é deixar-se esculpir-se...

3 comentários:

meggie disse...

Olá Mi...Que lindo. Moça mais que prendada e amada por muitos, por mim e por Deus. Que chiq....Também estou com blog, mas é mais para uso profissional, tenho alguns textos lá: www.enquantoasrosasdormiam.blogspot.com.br. Venho te ler mais vezes. Bjos

meggie disse...

Na verdade quem fez o comentário anterior fui eu Mi. É a Leiri.

Camilo Bessoni disse...

"O artista vê Deus concretamente em tudo...

O artista que ama e se deixa amar, encontra elementos que transcendem sua vã humanidade. A santidade exige aspectos artísticos...

Ser é deixar-se esculpir-se..."


Obrigado, Mi, por me ajudar a enxergar melhor as coisas. Beijão!