sábado, 12 de junho de 2010

Entendi...



Vais também...
Prova de que o vento não veio e passou, mas demorou em ti, está demorando...
Tu és a florzinha dos jardins não secretos, notável, sem medo de surpreender...
Amas, pois muito foi amada e assim quebrastes todos os teus melhores vasos, soubestes derreter as ceras endurecidas do orgulho, de tantas retenções...
Insististes quando desistiam, agasalhaste, quando preferiam morrer nos invernos de si e, quando pisoteavam teus melhores e talvez únicos tecidos,
Destes de ti mesmo como o agasalho mais nobre, mesmo sofrendo ao relento, mesmo frágil, pequena, tornava-te grande, maior que todo constrangimento,
Eis o teu amor, o amor que te habita, o amor que te fez uma mulher de Deus, cheia de sim... Eis o que fizeste do que te foi dado na cruz...
Teceste cada gota do sangue sagrado em ti e nunca deixou cair nenhuma por terra...

Disseste-me um dia que meu sim te impulsionou a dar o teu, pois saiba que meu sim foi um eco de tua vida, que ressoa a cada passo na Obra Nova, a cada passo nesse Deserto, a cada passo desse Jardim...
Fostes irmã, filha e tantas vezes mãe, sabedoria que me guiou, que me fez rever o simples aspecto do tudo que sou: como filha de Deus, como mulher, como Shalom...
Se a arte nos uniu, a amizade nos fortaleceu... Mesmo que nada tivesse, nada fosse, nada contemplasse fora de mim, teria mesmo assim a certeza de tua presença. Como nada tenho, nada sou, nada contemplo fora de mim, sei que o que possui dentro de mim presencia tua doce presença, minha amiga...

Deixo-te uma estrofe que fiz para ti, algo compreensivel ao teu doce coração:

Se a escolha foi para sempre, provada será
E é nessa via de dor e de amor, que tua face ei de reencontrar
E mesmo que a missão seja sair de si, tocar a dor do outro, semear nos desertos do mundo
em dois pontos extremos pode ter a certeza
A mão que me levanta, sempre passará por aí

Te digo que hoje entendi

E se um dia esquecer, sei que me lembrará o teu sim ...




* Aione, minha amiga parte amanhã em missão para o Chile. Hoje, aqui na França celebramos o imaculado coração de Maria e é nele a quem consagro em minhas orações o dom da vida desse tão caro tesouro...

Nenhum comentário: